sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

FORAGIDA HÁ 10 ANOS, MULHER SUSPEITA DE MANDAR MATAR COMPANHEIRO É PRESA EM NATAL


RN-POLICIAL.
Delegacia de Macaíba é responsável pelas investigações do caso (arquivo)
Delegacia de Macaíba é responsável pelas investigações do caso (arquivo) — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi
Uma mulher de 46 anos foi presa em Natal, na manhã desta quinta-feira (19), suspeita de mandar matar o seu companheiro em 2009 no município de Macaíba, região metropolitana da capital potiguar. Segundo a Polícia Civil, ela estava foragida há 10 anos e foi detida ao chegar ao seu local de trabalho, no bairro Candelária, Zona Sul da cidade.

Contra a mulher, havia um mandado de prisão preventiva pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, praticados contra seu companheiro, Gilson Belo Pereira. As investigações e a prisão foram comandadas pela Delegacia de Macaíba.

De acordo com a polícia, a mulher tentou matar o companheiro usando veneno para rato. Como a vítima sobreviveu, ela teria contratado Júlio César Santos de Paiva, conhecido como Julinho, para matá-lo. Com a ajuda de sua sobrinha, Katiene Pereira da Silva, a suspeita teria desovado o corpo em um poço, na pedreira localizada próximo à residência do casal, no Loteamento Esperança. Mas o corpo emergiu e foi descoberto.

O executor do crime e a sobrinha já foram julgados e condenados pela Justiça. Agora, a suspeita de ser mandante foi conduzida à delegacia e encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

HOMEM QUE SE PASSAVA POR POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL É PRESO EM NATAL

RN-POLICIAL A Polícia Rodoviária Federal prendeu, na manhã desta sexta-feira (3), um homem de 51 anos que se passava por PRF aposentado. A...