segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

DÓLAR FECHA EM ALTA E ALCANÇA MAIOR PATAMAR EM MAIS DE UM MÊS


BR-ECONOMIA.
Nota de US$ 5 dólares — Foto: REUTERS/Thomas White
O dólar fechou em alta nesta segunda-feira (13), com os investidores atentos à assinatura do esperado acordo comercial inicial entre Estados Unidos e China na quarta-feira (15).

A moeda dos EUA subiu 1,19%, negociada da R$ 4,1412. Na máxima da sessão, chegou a R$ 4,146. Veja mais cotações. É a maior cotação de fechamento desde 10 de dezembro (R$ 4,1483).

Na parcial do mês, o dólar tem valorização de 3,28% sobre o real.

De acordo com Jefferson Laatus, sócio fundador do grupo Laatus, a aceleração da alta da moeda norte-americana "deve-se mais a especulação do que motivos do cenário atual".

"No cenário interno não há nada de expressivo acontecendo. Lá fora temos uma situação um pouco preocupante geopoliticamente, mas as tensões entre EUA e Irã já se acalmaram. O cenário da guerra comercial também é positivo. No geral, está tudo tranquilo", disse à Reuters.

Na quarta-feira, o governo norte-americano realizará uma cerimônia para a assinatura da "fase um" do acordo comercial com a China, em um evento amplamente aguardado depois de 18 meses de conflito entre as duas maiores economias do mundo.

No exterior, a expectativa sobre o acordo EUA-China elevava o sentimento de risco, com o dólar avançando contra uma cesta de moedas fortes e recuando em relação a algumas divisas arriscadas, como o iuan chinês e a lira turca, destaca a Reuters.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

CAMPINA GRANDE: MULHER INTERROMPE TRATAMENTO PARA COVID-19 E ‘FOGE’ DE HOSPITAL SEM RECOMENDAÇÃO MÉDICA

PB-SAÚDE.     Uma mulher de 71 anos decidiu interromper o tratamento que estava recebendo para a Covid-19 no Hospital Municipal Pedro I,...