sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

MULHER SEM MÃOS E PERNAS TEM PEDIDO DE BENEFÍCIO NEGADO PELO INSS POR NÃO PODER ASSINAR PAPEL

BR-GERAL.
Uma mulher sem mãos e pernas teve um pedido de benefício negado por não poder assinar os documentos oficiais que autorizam o pagamento do auxílio pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Porto Velho.
 
Em entrevista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição, a ex-sinaleira Cleomar Marques conta que entrou com três pedidos no INSS em 2019, mas todas as solicitações foram negadas. Uma delas porque Cleomar não poderia assinar os papéis.

“Uma servidora puxou os papéis e perguntou: ‘quem vai assinar? Você assina?’. Eu disse que não podia assinar, mas sim a minha filha ou minha mãe. A mulher então olhou e disse: ‘ah, então não vale’. Daí ela pegou, rasurou o papel e jogou fora”, afirma.

Mesmo com a negativa do INSS, Cleomar fez um novo requerimento para tentar um benefício assistencial à pessoa portadora de deficiência,que também foi indeferido por ela ter uma renda per capta familiar superior a 1/4 do salário mínimo, ou seja, uma média de R$ 238,50.

OBS. Por Chagas Silva
Apenas uma pergunta, " numa situação dessa, esse país é serio? pra mim não, isso é uma aberração, onde esta o Ministério Publico deste pais que não vê isso quando um monte de vagabundos drogados são aposentados sem nunca ter contribuído com um centavos pra o INSS, conseguem na maior facilidade um beneficio. onde anda o Judiciário que não vê isso, e essa funcionária será que esta agindo nos conformes da Lei? esse nosso Brasil esta a cada dia que passa virando uma grande fossa com essas instituições fajutas e decadente que temos.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

DÓRIA ENTRE 8 GOVERNADORES INVESTIGADOS PELA PGR

SP-POLICIAL. Procuradoria-Geral da República (PGR) está investigando a gestão de oito governadores por suspeitas de irregularidades em con...