terça-feira, 14 de janeiro de 2020

PAPA EMÉRITO BENTO XVI ROMPE SILÊNCIO SOBRE CELIBATO APÓS SÍNODO


INTERMACIONAL
Em um novo livro escrito com um cardeal conservador, o papa emérito Bento XVI defende o celibato do clero da Igreja Católica, o que pareceu ser um apelo calculado para o papa Francisco não mudar as regras. Bento XVI escreveu “Do Fundo de Nossos Corações” com o cardeal Robert Sarah, prelado de Guiné de 74 anos que comanda a Congregação para o Louvor Divino e a Disciplina dos Sacramentos do Vaticano.
PAPAS 
Trechos foram publicados no domingo (12) no site do jornal francês “Le Figaro”. O Vaticano não comentou de imediato o livro, que deve ser lançado nesta segunda-feira (13). Em outubro, o documento final de um assembleia de bispos católicos, ou sínodo, sobre a Amazônia propôs que homens casados da região remota possam ser ordenados como padres, o que provocaria uma mudança histórica na disciplina de celibato vigente há séculos na Igreja.

O papa Francisco a cogitará, assim como muitas outras propostas sobre questões que emergiram durante o sínodo, incluindo o meio ambiente e o papel das mulheres, em um documento de sua autoria, conhecido como Exortação Apostólica, que deve ser publicado em poucos meses. Em 2013, quando se tornou o primeiro papa a renunciar em 700 anos, Bento XVI, que mora no Vaticano e está com 92 anos e saúde frágil, prometeu se manter “escondido do mundo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva