quinta-feira, 16 de abril de 2020

DELEGACIA DE HOMICÍDIOS DE MOSSORÓ CUMPRE MANDADO DE PRISÃO NA CADEIA PÚBLICA DE CARAÚBAS/RN CONTRA APENADO SUSPEITO DE MATAR MULHER DE 20 ANOS.


RN-POLICIAL.
dhm
Policiais Civis da Delegacia de Homicídios de Mossoró, especializada coordenada pelos delegados Leonardo Germano e Ana Laura, se deslocaram nesta quarta feira 15 de abril de 2020, até a Cadeia Pública Pública de Caraúbas na região Oeste do RN, com a finalidade de dar cumprimento a uma mandado de prisão, expedido pela justiça em desfavor de Bruno Ferreira de Souza, o “Bruno Parati” 31 anos de idade.

Bruno, que já está custodiado naquela unidade prisional desde outubro de 2019, quando foi preso em uma operação de combate ao tráfico de drogas da Denarc em Mossoró, é acusado de ter matado a tiros,  Ana Mariana Oliveira da Silva, que tinha 20 anos de idade, crime ocorrido no dia 05 de outubro do ano passado no Conjunto Maria Odete Rosado em Mossoró.

A investigação do crime, na época conduzida pelo então delegado da DHM, Rafael Arraes, concluiu que Bruno Ferreira de Souza foi o autor dos disparos que mataram a vítima. Com a conclusão do inquérito, este foi remetido à justiça com pedido de medidas cautelares e nesta terça feira (14) o judiciário expediu o mandado de prisão contra o acusado do crime.

Como o acusado já estava preso, os policiais da DHM foram até a cadeia Pública de Caraúbas, apenas para dar ciência ao interno sobre a decisão da justiça em seu desfavor. O Dr. Leonardo Germano, atual delegado da homicídios de Mossoró, informou que o crime que vitimou fatalmente Ana Mariana, está elucidado.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

BOLSONARO ABRE CRÉDITO DE SOCORRO DE R$ 60 BILHÕES PARA ESTADOS

BR-POLITICA. A verba, que vai ajudar prefeitos e governadores a fazer frente aos gastos durante a pandemia do coronavírus, deve começar a ...