quinta-feira, 18 de junho de 2020

IRMÃ PODE TER MATADO O HOMEM QUE FOI DEIXADO NA PORTA DO HRS/CAICÓ. EM 2016 ELA TAMBÉM MATOU O MARIDO, DEIXANDO 11 CRIANÇAS ÓRFÃOS DE PAI

RN-POLICIAL.

A polícia já conseguiu identificar o corpo que foi deixado na porta do Hospital Regional do Seridó na noite desta quarta feira, 17 de junho, trata-se do popular Luiz Raimundo Diniz Filho, ou Luizinho, residente no bairro João XXIII.

Testemunhas apontam o nome de uma possível acusada para o crime de hoje, seria a mesma pessoa que em 11 de novembro de 2016 matou o próprio esposo, pai dos seus 11 filhos. Ela teria golpeado o marido em meio a uma discussão.

Sobre o crime ocorrido nesta quarta feira, a polícia ainda busca supressão da lei do silêncio, que por acaso possa está existindo, contudo, informações de populares já apontam como certa a autoria do crime como sendo da irmã da vítima.

Hoje com 45 anos, a acusada continua vivendo no mesmo lugar que morava quando matou o marido, em 2016, no bairro João Paulo II, Zona Oeste da cidade. O local pode ter sido palco do segundo crime de Josélia da Costa Diniz.

Jair Sampaio


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

HOMEM QUE SE PASSAVA POR POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL É PRESO EM NATAL

RN-POLICIAL A Polícia Rodoviária Federal prendeu, na manhã desta sexta-feira (3), um homem de 51 anos que se passava por PRF aposentado. A...