quinta-feira, 5 de novembro de 2020

NOTA CMDM

    Conselho Municipal dos Direitos da Mulher - NATAL/RN

   Justiça por Mariana Ferrer

O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER – NATAL/RN (CMDM), vem a público se manifestar de forma veemente e com total repúdio a todo o contexto do julgamento de Mariana Ferrer, vítima de estupro.

A sentença proferida em favor do estuprador na 3ª Vara Criminal da Comarca de Santa Catarina/SC, o juiz, em claro desprezo pelo gênero feminino, absolve um estuprador diante da “ausência de elementos probatórios”, independente de todos os laudos de comprovação de estupro apresentados, alegando "estupro culposo" tipificação penal inexistente em nosso País.

 

A audiência foi nitidamente um grave desrespeito às mulheres.

 

Mariana Ferrer foi desacreditada publicamente, uma cena grotesca, visto que uma vítima de estupro que anteriormente já fora desrespeitada pelo próprio advogado, que não economizou palavras depreciativas, misóginas, ultrapassando e muito o limite da decência e da ética profissional.

 

A culpa de um estupro nunca é da mulher, esse é e sempre será o posicionamento do Conselho Muncipal dos Diretos da Mulher (CMDM). Estupro é crime hediondo e deve sempre ser tratado como tal.

 

Aguarda-se que as autoridades judiciárias reformem/anulem/apurem e adotem as medidas judiciais cabíveis.

#justiçapormariferrer

 

Kallyna Kelly

www.kallynakelly.com.br

Twitter: @kallynakelly

Facebook: /kallynakelly

Instagram: kallynakelly

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É livre o direito de pensamentos, todos nós temos o direito de expressar nossas ideias e pensamentos deste que respeitando o direito e a moral dos demais.

Lembrando que a responsabilidade dos Comentários e de quem posta.

Chagas Silva

Postagem em destaque

2º TURNO: 38 MILHÕES DE BRASILEIROS VÃO ÀS URNAS NESTE DOMINGO

     BR— POLÍTICA Eleitores de 57 cidades brasileiras vão às urnas neste domingo (29) para eleger prefeitos em segundo turbo. De acordo c...